O QUE DIZEM OS GRÁFICOS

30 março. 2012

O comportamento do índice Bovespa  nos próximos pregões será decisivo para definir qual será a tendência do mercado acionário brasileiro nas próximas semanas, segundo os critérios da análise gráfica.

Foi dada  uma pausa no movimento de alta iniciado nos 60 mil pontos e agora estão sendo testados dois suportes importantes, os 64.800 e os 64.000 pontos. O Ibovespa encerrou o pregão desta sexta-feira  aos 64.510 pontos, menor nível desde o início de fevereiro. A  tendência  permanece ainda de alta. Essas interrupções no movimento de alta são até muito positivas para o mercado ganhar fôlego para novas altas. Por outro lado o  volume vem apresentando quedas nos últimos dias, o que é muito bom e saudável para o mercado. O mercado tem recuado com volume mais fraco e subido com volume forte. É preciso observar se esse cenário vai continuar assim daqui para frente, uma vez que o rompimento dos suportes com volume forte indicaria a reversão da tendência.

Caso venha a ocorrer o rompimento dos índices de suporte, na aopinião dos analistas gráficos o Ibovespa buscaria novos suportes, em 63.000 num primeiro momento e os 61.900 pontos numa etapa posterior. Mas, se continuar na tendência de alta, o próximo objetivo do índice seria nos 67.000 pontos. O que não significa que o mercado vai engatar imediatamente em outro rali. Será preciso aguardar um sinal de fundo no gráfico para ter certeza de quando a Bovespa voltará a subir com força.

Na quarta-feira, o clima externo ruim após a divulgação de dados americanos e da China pesou sobre a bolsa brasileira. Com o recuo de 1,45% no dia, o Ibovespa passou a perder 1,11% em março, mas ainda ganhava 14,67% no ano. Os investidores venderam principalmente ações de bancos, de varejo e também os papéis da BM&FBovespa.

No caso dos bancos, o mercado analisou os dados de crédito e inadimplência divulgados pelo Banco Central e aguardava o resultado da reunião do ministro da Fazenda, Guido Mantega, com os presidentes do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e das maiores instituições privadas do país para cobrar a redução do spread bancário.

As ações ON da BM&FBovespa encerraram com perda de 2,58%, após a bolsa informar que foi condenada em ações civis públicas e populares que apuravam a prática de possíveis atos de improbidade administrativa e pediam o ressarcimento de supostos danos ao erário, devido a operações realizadas pelo Banco Central em janeiro de 1999 no mercado futuro de dólar.

São quedas específicas e pontuais que afetam ações com peso importante no Ibovespa. Passado esses ajustes pontuais essas ações devem recuperar seu potencial de alta e ajudar na manutenção do índice.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: