Quais as melhores empresas para investir com a Bovespa em baixa.

31 maio. 2011

 Tenho sido indagado, com certa freqüência, a respeito de quais seriam as ações mais recomendadas para se aplicar num momento em que o mercado bursatil encontra-se em queda. Qual seria a melhor opção, quando parece que os preços dos papeis não saem do lugar, pregão após pregão? Antes de qualquer resposta é preciso lembrar que investir na Bolsa não tem sido fácil para a maioria dos investidores desde o ano passado. Em momentos de crise ou de indefinição, como o que vivemos presentemente, é importante que o investidor busque, antes que mais nada, a proteção para o seu capital. Os analistas recomendam ações de empresas chamadas de defensivas nesses momentos. Essas empresas têm uma característica especial em relação às demais, qual seja a de conseguirem manter os seus resultados inalterados apesar da baixa da economia, porque seus produtos e serviços são solicitados pelos consumidores em ambientes nos quais a situação econômica seja boa ou ruim, inclusive porque não há opções de escolha em relação ao consumo. Em épocas de alta inflação, como a atual, empresas que podem reajustar suas receitas regularmente de acordo com um índice inflacionário saem ganhando na Bolsa. Os investidores sabem que podem contar com a segurança oferecida por esses papéis. Companhias de utilidade pública como, por exemplo, as geradoras e distribuidoras de energia elétrica, concessionárias de rodovias, empresas de saneamento básico e telecomunicações se encaixam na descrição de empresas defensivas. Uma outra grande vantagem desse tipo de empresa é representada por sua política de dividendos. Empresas defensivas, em geral, têm volumosos dispêndios com investimentos no início de suas operações, mas ao longo dos anos de sua atividade, seus principais custos reduzem-se apenas à manutenção do investimento inicial. Dessa forma, como não necessitam de recursos adicionais para fazer frente a novos investimentos, a maioria dos lucros é geralmente distribuída de volta aos acionistas na forma de dividendos ou de juros sobre o capital, os quais se constituem em um ótimo rendimento para a carteira de um investidor ao longo dos anos. É preciso ressaltar que a compra de ações deve ser sempre feita em várias etapas, para que se consiga no final um preço médio melhor. Deve-se notar que em 2011, várias empresas dos seguimentos acima referidos tem apresentado rentabilidade superior a 20%, enquanto o Ibovespa exibe uma queda de 6,76% até o mes de maio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: